• 15 de julho

Tudo sobre mamoplastia de aumento

Silicone: é possível conseguir um aumento das mamas que pareçam esteticamente naturais

Entenda como funciona o procedimento e tire suas principais dúvidas sobre o assunto. 

tirar todas as dúvidas ante de realizar uma mamoplastia de aumento é importante para que ocorra tudo bem, a escolha do profissional vai fazer toda diferença também

Crédito da imagem:plasticsurgery.org

Aumentar o volume dos seios e dar aquela “turbinada” no visual é o sonho de muitas mulheres. Mas nem todas gostam do aspecto estético exuberante e não tão natural causado por algumas próteses de silicone.

Neste artigo você vai ver que é possível adquirir um aspecto mais natural com o uso do silicone.

Pronta para saber mais sobre o assunto? Confira a leitura até o fim!

Mamoplastia de aumento:

         A mamoplastia de aumento é uma das cirurgias plásticas mais realizadas em todo o Brasil. Consiste em aumentar o tamanho dos seios pela inserção de prótese de silicone.

         A cirurgia costuma ser indicada para mulheres que não estão satisfeitas com o tamanho dos seios e desejam aumenta-los. Geralmente se relacionam com fatores estéticos, de perda de peso ou pelo medo de não conseguir amamentar.

         Além disso, a mamoplastia pode ser realizada como reparadora da mama, em casos que foi necessária à sua retirada devido a tumores ou realizações de cirurgias relacionadas.

A escolha da prótese de silicone:

         A escolha da prótese de silicone que mais se adapte à anatomia da paciente, bem como do local de sua inserção no tecido mamário, é essencial para promover seios com estética mais natural.

         Sempre é importante que você esclareça ao cirurgião plástico suas reais intenções com a cirurgia, inclusive o aspecto que você espera como resultado da mamoplastia de aumento, para que ele possa escolher o material que mais se encaixe nas suas necessidades.

         Em geral, as próteses variam pelos seguintes aspectos:

Formato da prótese:

Na escola da prótese se verifica, formato, tamanho e textura ideal para cada pessoa
Imagem: site Clinica Harmoniza
  • Gota: possui aspecto estético mais natural e que “cai” perfeitamente com a anatomia do corpo. Porém, ela não é muito recomendada para mulheres que já possuem alguma mama pois pode rodar no interior do seio e ficar torta.
  • Redonda: a forma redonda é uma das mais escolhidas para mulheres que já possuem alguma mama. Além disso, apesar do aspecto redondo nos remeter a estéticas mais escandalosas, é possível obter um aspecto mais natural injetando gordura em volta da prótese, procedimento conhecido como lipolifting.

Perfil da prótese:

Quanto maior o perfil, mais empinada e artificial tende a ficar a mama. Existem três tipos de perfil: alto, baixo ou médio.

Tamanho da prótese:

O tamanho da prótese é uma questão bastante particular de cada mulher. Dependem não somente do resultado esperado com a cirurgia como também da anatomia e harmonia do corpo da paciente. Próteses acima de 400 mL, que são consideradas grandes, só podem inseridas em mulheres altas que possuem tórax e quadris largos, ficando proporcional com o corpo e promovendo um aspecto mais natural.

Local de inserção da prótese:

O local de colocação da prótese com relação ao músculo é bem importante para a naturalidade do implante. Quando já se existe uma mama e tem pele e gordura suficiente, por cima do músculo é mais recomendado para gerar aspecto natural. Porém, quando a paciente é muito magra ou não possui mama alguma, por baixo do músculo é o mais indicado.

Textura da prótese

Apesar da textura da prótese não ser um fator decisivo para a estética, ela é diferenciada quanto aos riscos de rompimento, infecção, rejeição e saída do silicone da mama. Mas não interferem no fator de naturalidade estética.

 Como funciona a cirurgia?

         Os cortes são feitos de acordo com as recomendações médicas e escolha da paciente, podendo ser: na parte inferior da mama, na axila ou ao redor da aréola. Por meio da incisão, o silicone é inserido, aumentando o volume dos seios.

Os pontos são suturados e pode ser colocado drenos para evitar complicações com inchaço, seroma e hematomas. A cirurgia, se não associada a nenhum outro procedimento, costuma ser rápida.

 Como é o pós-cirúrgico?

        A recuperação da cirurgia não costuma ser tão rápida assim, porque a demanda cuidados com a movimentação da região dos braços.

         O desconforto e a dor costumam passar no decorrer dos dias, sendo que após três semanas a paciente já pode retornar ao trabalho, passear e treinar, contanto que não faça esforços com os braços e não hajam contraindicações médicas específicas.

         A recuperação total costuma levar cerca de um mês, fazendo uso de analgésicos para dor (sobretudo nos primeiros dias), antibióticos para prevenir infecções e alguns outros remédios para evitar rejeição do organismo.

        Cuidados específicos no pós-operatório

Cuidados específicos no pós operatório é essencial para uma boa recuperação
  • Dormir durante um mês com a barriga para cima – evitando ao máximo deitar de lado ou de barriga para baixo;
  • Usar sutiã cirúrgico recomendado e confortável durante todo o dia, não tirando nem para dormir.
  • Não dirigir e fazer esforços com o braço como lavar a louça por pelo menos 20 dias;
  • Cuidar bem com os curativos e trocas indicadas pelo médico – inclusive com relação ao tempo para voltar a tomar banho normalmente;
  • Realizar drenagem linfática para diminuir o inchaço e evitar complicações como seromas e fibroses.
  • Apesar do aumento das mamas ser visível já na saída da cirurgia, os resultados definitivos dependem do desaparecimento do inchaço e da adequação da própria mama à prótese, podendo levar cerca de um ano a um ano e meio para completa visualização.

Os cuidados com as cicatrizes são essenciais. Em caso de qualquer dúvida, pergunte ao cirurgião plástico, ele sempre irá indicar como fazer os curativos e quais pomadas passar na região, potencializando o processo de cicatrização. As cicatrizes costumam ficar esbranquiçadas com o passar do tempo, e se bem cuidadas, quase imperceptíveis.

     É importante estar ciente que, como qualquer cirurgia, existe o risco de complicações, porém são reduzidas quando se escolhe um profissional e local adequados e se seguem todas as recomendações no pós-operatório.

 Outros aspectos importantes

         Esse artigo mostrou que, graças aos avanços da cirurgia plástica, hoje já é possível fazer uso das próteses de silicone com aspecto mais natural, preservando a anatomia “normal” dos seios.

         Se você deseja realizar esse tipo de cirurgia, procure um cirurgião especializado e explique seus anseios, com certeza será possível chegar a um resultado esperado com o auxílio correto.

         Gostou do conteúdo de hoje sobre as próteses de silicone? Comente logo abaixo suas dúvidas – estamos prontos para atendê-la!


Me segue nas redes sociais

Instagram | Facebook | Youtube

Nara Borges Nara Borges

Paraibana de nascença e natalense de coração. Sou formada em Publicidade e Propaganda e trabalho como Consultora de Beleza, ensinando as pessoas a cuidarem mais de si, se sentindo mais bonitas. Amo o mundo feminino, cosméticos, maquiagens e moda. Tenho esse espaço para registrar as minhas dicas e servir como referência para novas compras e aquisições.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desenvolvido por AndressaQuadro.com